Respeite o BoomBox

This slideshow requires JavaScript.

 

Cypher (que em português pode ser traduzido como RODA) e um estilo de treino onde predomina o improvisso e é ordenada de forma circular, sendo um participante por vez. Muito usado na Cultura HipHop por B-Boys & Mcs para exercitar  seus movimentos ou suas rimas (habilidades) seja na rua ou em espaços reservados.

Sexta-Feira, 19h da noite, o trânsito e intenso na esquina da Av.Romualdo Galvão com a Bernado Vieira, é final do horário do Hush, as pessoas retornam pra suas casas depois de uma dura e longa semana de trabalho. A hora, os carros, as pessoas, tudo passa muito rápido mas naquele local em especial parece que o tempo parou.

Quem se permite aproximar-se tem o prazer de escutar clássicos do Rap Americano e Nacional da Era de Ouro do Hip-Hop e também músicas da terra como A Luta ou De Igual para Igual de ChicoBomba & Zé Baga que ganharam um aumento na aceleração do BPM e instiga ainda mais os movimentos dos B-Boys soando como clássicos atuais do Rapotiguar.

A origem faz toda a diferença, em um mar de reprodutores de aúdio de alta tecnologia em sua maioria indíviduais, naquele local é possivel escutar todos esses sons sairem direto dos Boom Boxes, eternizados por LL Cool J na I Can’t Live Without My Radio, onde não é a qualidade impecável do som que te satisfaz mas a nostalgia de um tempo que você não viveu mas encantou muita gente que também te encantou e te faz está aí hoje admirando a cultura.

Muitos B-Boys fazem questão de expressar um grande “Foda-se” para a moda ou marcas famosas de roupas no seu modo de vestir. Camisas da abercrombie ou da hollister perdem valor frente ao símbolo da Wu-Tan Clan ou do grupo Jesus Flava Gang estampados em amarelo ouro no peito.

Quem passa olha tudo isso com um misto de estranheza e admiração, seja os segurança do Shopping ao lado ou os trausentes, uma coisa é certa: não tem como não olhar. É está ao mesmo tempo em Natal em pleno ano de 2013 ou nos EUA, ou ainda mais perto, na São Bento nos anos 80. É como poder viajar no tempo sem sair do lugar, é se sentir tão parte quanto os precursores.

Os B-boys com seus incrívéis movimentos ou os Mcs com seu dom da improvisação se reúnem ali não só para exibir suas habilidades mas também para lembrar um dos principais príncipios da cultura: A União, e manter ela ao alcance de todos sem maquiagem de TVs ou Rádios.

Essa verdadeira máquina do tempo se chama Cypher de Rua  e ocorre quinzenalmente. Já está na sua 3º edição e se manter sempre forte com uma perspectiva de muitas outras edições a vir.

A cultura Hip-Hop é originalmente de rua e apesar de ter alcançado grandes casas de show, festivais, programas de rádio e TV ela ainda mantém com esses eventos a essência da coletividade, mobiliza os jovens das comunidades periféricas e não-periféricas dando oportunidade de expressão e um convívio social sadio através da arte. Parabéns a todos os organizadores, B-boys, Mcs ou admiradores desse evento, são pessoas como vocês que mantém a cultura viva.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s