Trinca Flow – Pronto pra Batalha (Part.Supertramp)

o grupo Trinca Flow, da cidade de Macaíba, lançou na noite de ontem sua primeira música de trabalho: PRONTO PRA BATALHA, apresentando o grupo e seu estúdio NoisBeats. A música baseada no filme 300 de Frank Miller retrata a visão particular de cada um na batalha diária da vida e do rap, suas dificuldades, seus momentos de derrota e de vitória. A música tem produção e mixagem de Cisco Dantas e Thales Souza MCs/BeatMakers que compõe a equipe do estúdio e participação especial de SUPERTRAMP.

“Nós marchamos… por nossas terras, por nossas famílias, pela nossa liberdade…
Nós marchamos…”

Supertramp

Na falta que você fez me fiz autodidata
Juntei uns irmãos, fui! pique *Pau-e-Lata
Sem nada no bolso ou moral na quebrada
Só a vontade de ser melhor do que eu sou
Com mente focada, no mal, na espada
Sei que só meus pés e o rival na estrada
De joelho subo cada degrau escada
E Deus sabe o quanto de Fé que eu ainda tô
Tomei tapa na cara, ouvi: Ah! tá na cara
Esse aí não virava com esses faz-me-rir
O que ele conseguir ele dilata na tara
O que não falta é … pra testar meu amor

Eu nasci pronto pra isso aqui, sou fí-de-batalhadora
A vida me fez um Davi só que com uma Metralhadora

Então corre que a chuva e de Bala
ACERTA NA BOCA QUE A PUTA SE CALA!
Não, eu que não vou me perder, nessas merda
A vinda é certa, mas se nada de certo…
NO INFERNO A GENTE SE FALA…
Meu bonde pesado trabalha, na garra de *Esparta
Na paz de *Sidartha, tira a pata e não atrapalha
O que não me mata me deixa assim: FODA!
Eu tô pronto pra batalha mas vocês não tão pronto pra mim

Refrão

Pronto pra batalha, pron-pron-pronto pra batalha (AUH!)
Pronto pra batalha, pron-pron-pronto pra batalha (AUH!)
Pronto pra batalha, pron-pron-pronto pra batalha
AUH! AUH! AUH! (2x)

Nasky

Solta os leões que hoje eu tô voraz
Vou matar 30 por dia, com sede de quero mais
Quebrando a cota do mês, em 24 horas
900 problemas por, eu carrego nas costas
O meu elmo é meu cap, protegendo minha mente
Mantendo ideia intacta, com rima no pente
Neurótico, jão, não é por opção
Ou a gente vai a luta ou vive na aceitação
Não nos subestime, vamos revolucionar
A resistência luta firme, pra impactar
doce conquista sublime, só por ti vou guerrear
Antes que o fim se aproxime o clamor de misericórdia ao longe se ouvirá
Não é só por liberdade, porque não vão rouba-la
É apenas por justiça por que isso ta em falta
Pode ate tirar minha vida, mas de nada adiantará
Menos uma vida, mais um motivo, pro meu povo lutar

“Fazemos o que fomos treinados para fazer, o que fomos criados para fazer, o que nascemos para fazer
Sem prisioneiros, sem piedade… Um bom começo”

Cisco

A guerra gera guerra, olha o que plantamos
Mesmo assim continuamos semeando ódio em quem amamos
Isso é idiotice ou masoquismo?
Apanhamos tanto da vida sem aprender nada com isso
Armas em mãos de homem, homem viram crianças
Vidas são perdidas, transformadas em lembrança
É o amor que conserta corações quebrados
Guerreiros de gelo, corações gelado
A guerra é fria porque ela esta dentro de nós
Se nós não acabarmos com ela, ela acaba com nós
Pois, o medo consome o homem
Pra amenizar o medo louva um simples nome
Guerreiro essa fé esta dentro de você
Se você não acredita nessa fé, porque você não acredita em você
Não serei mais um soldado indigente
Se eu morrer nessa guerra, quero que LEMBREM-SE DE NÓS

Refrão

Thales

Andando em meio aos mortos, me sinto só e sem glória
Cansado de contar corpos, eu quero contar vitórias
Mas o gosto da conquista não tem o mesmo sabor
Se a vitória vier e algum mano se for
A cada alma que se vai, é um anjo que protege
Tem um exército invisível e invencível que me segue
Se sua batalha é difícil e você tá em perigo
Eu abandono minha vitória pra lutar junto contigo.
Resistente a tudo, eu não canso, eu não durmo, nunca virão um guerreiro assim
Querem copiar, meu DNA, fazer um clone de mim
Pode me bater, me ameaçar, mas eu não vou me render
Pode me prender, me torturar, me acostumei a sofrer
O coração ainda bate, sinto a respiração
Dos campos de batalha me vem à inspiração
Sentimento de justiça, me faz levantar do chão
E volto pro contra-ataque com a força de um milhão

“Lembrem-se de nós! A ordem mais simples que um rei poderia dar
Lembrem-se porque morremos! Ele não queria tributo ou canções
Nem monumento ou poemas de guerras e valores
O desejo dele foi simples
Lembrem-se de nós…”

Facebook: https://www.facebook.com/TrincaFlow

Link Para download: http://www.mediafire.com/download/p9p…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s