DUBOM RAP – BROOKLYN

Dubom RAP lançou a música “Brooklyn” que contou com a produção musical da Natora Records.

A música que marca o aniversário de 1 ano do grupo,  relata a vivência do seus integrantes na sua “quebrada”, possivelmente, também uma menção/homenagem ao Mestre Sabotage.

Letra:

Refrão

Rodando cada quadra
Ligado no corre da madrugada
As minas e os camaradas
Com a mente engatilhada
Dropando na quebrada

Vert

Black Point é Sexta-Feira, domingão partiu Frasqueira
Som do bom é sem besteira, minhas semana é só zueira
Um brinde a essa cidade, aos meus amigos de verdade
Vert, Jhow e ZP tamu na atividade

Juntando cada parte eliminando falsidade
Paz, virtude e lealdade e só positividade
Tua mina se derrete, minha vida e NO STRESS
Sequelado ninguém se mete mas no chapa sou o Vert

Correria pela empresa, tudo na limpeza
Marola, fumaça que passa, white window holandesa
Jogado na mesa, por defesa, na máfia não tem moleza
rapidin’ ‘cê vira pressa

Bate de frete com o meu bonde,
A rua cobra e eu comando o fronte
To no flambo torrando ‘Kunk
E essa é minha quebrada ver se não se esconde

Rafael Fernandes

Chega no proceder, ligado para não falhar
Eles não vão me render irmão, atento quando me atacar
Minha tropa de fronte, familia, meu bonde, não vem me julgar
Visando o horizonte não me desaponte e a quebrada meu lar

Jhow

Atividade na rua não é pros fracos, o asfalto cobra
e tem cobra, muito veneno e ninhos de rato
Amigo falso e muito pela saco
Tio *** te atrasa, e tanto pela que já tá faltando saco

Sequelados natos não aceitam patos
Quem desaceleram e sempre se desesperam, meu contato
Mentes duras que eu vejo nas ruas perco a paciência
Ditadura, da viatura, tem, falta sapiência

Abram o caminho, fala a verdade
em busca de uma nova realidade
Faço a minha trilha com a minha familia
Como com o mesmo nessa minha quadrilha

Não sou nostradamus do tipo profeta
Meu clã mistura magia, poeta
Na pista é mais quente olhando pro mar
Na linha mais ritmo pode chegar

Rafael Fernandes

Sigo na caça, meu parça, flipada fazendo arruaça
prOS bicos que tão envolvido aperto o gatilho queimando minha brasa
em meio a fumaça , que embaça, respeita o valor da quebrada
Tranquilo, comando meu pico, chego sem vacilo pra não dá mancada

La máfia bolada com terno e gravata, tramando mais uma emboscada
Meu turno, vara madrugada menor que destrava, dispara rajada
Chapa o glo’ na madruga não peido pra filha da (uuh)
Rolê Brooklin ***

Com a rapeize, multi lock ZS bom vivan
Nossa máfia sobra dock, na missão destrava a glock
neurÔnios estão em choque, se a onda e boa drope
se o que ***

Cultura milenar norte, um chá erva da sorte
pra deixar o brado forte, (derreter o polo norte)
se os cana embaçar se fode, dopado igual hancock
NO love, head shot, in the beach, brake locking

Refrão

Rodando cada quadra
Ligado no corre da madrugada
As minas e os camaradas
Com a mente engatilhada
Dropando na quebrada

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s